Eu sei que sou muito. Sei que não é fácil me prometer um sim eterno quando te faço enfrentar o meu caos. Eu me afasto quando me sinto vulnerável – e isso acontece o tempo inteiro. E é por isso que eu entendo a frustração que fica entre a gente. Eu sei bem as consequências dos meus dramas. Eu sei que sou muito, mas nunca quis ser barreira.

Eu queria ser de boa – juro. Mas não dá. Carrego comigo essa aflição de não saber o que vai acontecer em seguida. Obviamente eu deveria confiar em você. Ou melhor, eu deveria confiar em mim mesma. Ou ainda, eu deveria confiar na nossa história. Mas não dá, até porque a minha própria história fala mais alto na maior parte do tempo.

Eu sei que sou muito, mas não controlo o que eu sou – não mais. Já passei tanto tempo tentando gerenciar quem eu era de quem eu precisava ser, que acabei fugindo de mim mesma. Fui longe e quase me perdi. Finalmente percebi que eu sou verdade e isso me impossibilita de ter controle e de me diminuir para agradar. Eu sei que sou muito, mas não sou omissa.

Fonte: We Heart It

Eu nunca estive com ninguém que me quis da forma que você quer. Eu nunca estive com ninguém que me fez acreditar no mundo da forma que você faz. Eu fico ansiosa demais pra te encantar com o meu verdadeiro eu, que nem reparo se te assusto. Eu sei que sou muito. Mas ainda não defini o melhor adjetivo. Muito o que?

Eu sei que sou muito qualquer coisa que você queira. Eu tenho muito comigo e é complicado carregar o que eu carrego. Eu fico sem reação quando tudo isso vem à tona, sabe? Acabo me sentindo fraca e quebrada. E então cada vez que isso acontece e eu sinto o peso de tudo em cima de mim, fica mais difícil acreditar. Sim, eu sei que sou muito. Talvez muito cruel comigo mesma.

E ainda assim eu estou aqui, mais exposta do que nunca e mais entregue também. Cada vez que eu me afasto e você me traz de volta, é como se eu conseguisse respirar de novo. Todas as vezes em que você simplifica o que é complicado pra mim, o mundo ganha um novo sentido. E é por isso que mesmo sem fazer ideia de qual adjetivo irá me definir no futuro, eu garanto que o meu muito é seu.

Uma louca que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

8 comments on “Eu sei que sou muito”

  1. No meu caso eu sou muito em tudo também, muito em esperar dos outros, muito em me apegar fácil, muito em me magoar fácil, muito em me entregar fácil e esse “muito externo” estou desapegando aos poucos. Hoje se sou MUITO é para mim mesma, me amando e me cuidando. Texto Maravilhoso remete muito muito ao meu passado, que hoje já não faz parte da minha vida, Graças a DEUS!!!! Obrigada pelas Palavras, sempre arrasando (Claps Claps)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *