Fui ali me resolver e só volto quando conseguir. Sabe como é, às vezes a vida pesa e a gente se sente perdida. Achei melhor ir ali esclarecer umas coisas comigo mesma e achar o meu caminho de volta. Não que a vida esteja fácil ou difícil, a vida é o que é. Mas resolvi deixar de lado essa negatividade que me puxa pra baixo e ir me resolver logo de uma vez.

Fui ali aprender a me fazer ouvir e só volto quando conseguir. Preciso aprender a parar de dizer sim quando eu quero dizer não. Tenho essa mania chata de me calar e esperar que me escutem. Sem voz eu não existo, poxa. E mais importante ainda, preciso parar de justificar as minhas escolhas e explicar o motivo que me leva a ser quem eu sou. Ninguém sente como eu sinto, então me deixem sentir em paz.

Fui ali considerar o que eu quero da vida e só volto quando conseguir. Quem vai assumir as consequências do  percurso sou eu, então já passou da hora de desconsiderar a opinião alheia. Eu sei que a vida tem disso, às vezes a gente se deixa levar pelo caminho mais fácil e que exige menos da gente. Volta e meia a gente se deixa de lado e segue por qualquer direção – e eu só não tô mais afim de seguir pra lugar nenhum.

Vencendo na vida… #tbt #throwback #entendedoresentenderão #nofilterneeded #aussielife 😀😀

A post shared by Rebeca Stiago Cestari (@rebecastiago) on

Fui ali me reapaixonar pela vida e volto só quando conseguir. Onde foi que eu deixei o que eu preciso pra encarar os dias? Quando foi que enfrentar o mundo ficou tão desagradável? Por que o que eu sempre quis eu não quero mais? Quero encontrar o que eu perdi, mas eu não faço ideia do que seja. Com certeza não está onde eu estou. Por isso que eu precisei ir ali me reencontrar. Tô levando comigo somente a vontade de cuidar de mim.

Fui ali aprender a me amar e só volto quando conseguir. É porque sem amor não parece certo. Como posso enfrentar o meu destino, assumir as minhas escolhas e me encarar no espelho, se eu não amar o meu reflexo? Como posso querer seguir firme, se eu permito que tudo à minha volta me roube o equilíbrio? Fui ali e nem sei quão longe vai ser. O único que sei é que eu precisei ir – não deu mais pra ficar.

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

33 comments on “Fui ali me resolver e só volto quando conseguir”

  1. Eu tô seriamente muito apaixonada nesse texto. Já me vi tantas vezes nessas situações de “preciso ir ali me reencontrar/me amar/me reapaixonar pela vida e etc…” que consegui sentir cada palavrinha do texto como se tivesse sido escritas por mim, nossa. E isso é muito necessário? Ás vezes a gente precisa de um tempo pra repensar e se reaprender. Amei o texto <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

  2. Preciso ir ali também.
    Me procurar e só voltar quando me encontrar.
    Não sei onde, só sei que devo ir, porque, como você disse, amiga, não dá mais para ficar.
    Texto incrível, como sempre.
    Você sempre faz isso com as palavras e com nossos sentimentos <3
    Mil beijos

  3. Rebeca, primeiro que texto tocante, sempre temos momentos na vida que precisamos dar uma parada para reabastecer as energias e seguir em frente, entao que este momento seja bem proveitoso pra você.

    Segundo, que foto linda esta que você postou! Congrats!

    Terceiro, VOCÊ MORA EM SYDNEY? Menina, morro de saudades daí…foi a melhor época da vida…aussie! APROVEITA, este lugar é um pedaço do paraíso na terra. Beijosss

    • Tati, seja bem vinda ao blog. Fico feliz que meu texto mexeu contigo. Eu eatou começando a tentar trazer fotos minhas pro blog! Sim, eu moro em Sydney e sou apaixonada por aqui. Feliz em saber que você já veio pros lados de cá. Espero te ver aqui de novo. Beijos

  4. Uau… Menina, que isso… Ui… Fiquei até sem ar de tanto que eu chorei lendo esse texto. Era tudo que eu precisava no dia de hoje, nos últimos meses estou passando por uma fase que estou precisando me resolver, me re-descobrir. Mas estava precisando de um ponta pé e seu texto a voadora de dois pés que eu precisava para isso.
    Só posso dizer uma coisa: Muito obrigada

  5. A verdade é que não somos nada sem nós mesmos! Pois é, por mais que pareça não ter sentido, é assim que tem que ser, senão, não conseguiremos viver. Se não resolvermos internamente o que precisa ser resolvido, ficaremos estagnados, viveremos sem um sentido, nos relacionaremos sem propósito e a vida passa sem a graça que deve ter, sem a beleza que deve transmitir, sem a segurança, sem felicidade.

    Achei esse texto lindo porque ele é sincero. Porque expressa a vontade de um ser humano de se reerguer, de mudar, de lutar por si mesmo, até quando não encontra respostas… o importante é não desistir e tentar prosseguir. Tirar um tempo, enfim, fazer o que foi escrito. Rebeca, você escreve muito bem, eu amei o texto, amei seu blog!!!!!

    Agradeço a oportunidade de ter vindo até aqui :)
    Beijos.

    Blog Senhorita Deise

    • Oii Deise, seja bem vinda ao blog. Fico feliz que você gostou da forma como eu escrevo e do blog em si. Eu que tenho que te agradecer o tempo em comentar e participar do blog. Espero te ver aqui de novo. Beijos

  6. Como assim só hoje fui ler isso hoje? Isso é tão você e tão eu.. já assinei a newsletter e quero participar dessa terapia constante que é esse blog, love Pri

  7. Oi Rebeca, tudo bem? Que texto! Sinto que precisava ler cada palavra, cada parágrafo. Tantas vezes na vida deixamos de fazer as coisas por causa da opinião alheia, pelo que os outros irão pensar, irão falar, se vão concordar com nossas decisões… e deixamos de viver coisas incríveis e realizar nossos sonhos. Mas chega uma hora que precisamos pensar em nós mesmas, olhar para o que queremos e dizer internamente “vai garota, você consegue”. É tão bom se libertar daquilo que nos prende, tão bom nos amar como somos, tão bom olhar para o espelho e ver que estamos realmente sendo nossa melhor versão. Precisamos sim definir nossas vidas, nos resolver e tentar ser feliz. Amei a foto escolhida. Beijos, Érika =^.^=

  8. Teus textos sempre ganham o meu coração ♥
    “Fui ali considerar o que eu quero da vida e só volto quando conseguir. Quem vai assumir as consequências do percurso sou eu, então já passou da hora de desconsiderar a opinião alheia.”
    Eu sempre levo comigo o lema de que eu sou a única pessoa que vou estar comigo todos os dias, até o último. Então, eu sou a principal pessoa que eu preciso agradar, afinal, só eu vou precisar conviver com as minhas escolhas cada dia.
    Amei a tua reflexão, é sempre bom lembrar que a gente precisa fazer por nós e quanto vale a nossa felicidade, a nossa paixão pela vida.

    • Karol!! Eu sempre falo isso pras minhas amigas… A única pessoa que você vai encarar pelo resto da vida é você mesma! #fato Acho que é por isso que você e eu nos entendemos bem quando escrevemos, a gente pensa igual! HAHAHAH Obrigada por ser presente aqui no blog e por me incentivar tanto. Beijo

  9. Ahhh Beca, cada vez que eu te leio eu sinto uma leveza na minha própria vida. Que texto incrível, achei muito tua personalidade, te vejo como uma pessoa determinada e cheia de energia para descobrir mundos novos a todo momento. ♥

  10. Esse texto é lindão demais <3 Sabe, quando descobri que sou minha melhor amiga, minha visão sobre mim e sobre o que há na minha volta mudou muito! Gosto muito da frase (que em Português fica) "Procurar por amor, é procurar por você mesmo. Quando você se acha, você acha amor, porque são a mesma coisa" <3

    Amar o que você faz, o que você prega, seu corpo, sua personalidade, suas manias, seus defeitos: isso tudo é muito lindo <3

    E sim, às vezes precisamos parar nosso mundinho e colocar as coisas no lugar par, finalmente, seguir com calma e em paz <3

    http://www.amandamoresco.com.br

    • Amanda, seja bem vinda ao blog. Fico feliz por ter você participando aqui, já que sou fã do teu blog também. =) Realmente, por mais batido que esteja, amor próprio é a palavra chave Ando vendo vários movimentos sobre amor próprio e acho lindo (quando não são apenas quotes mas sim atitudes). Obrigada por participar do blog. Beijo

  11. Acho que estou precisando ir “ali” me redescobrir e só voltar uma tempo depois, Às vezes a gente precisa de um tempo só nosso para repensar tanta coisa… eu estou me dando esse tempo, pois realmente estou precisando agora.

    Achei seu texto incrivelmente lindo, cheio de sentimentos e verdades. Cada parágrafo parece ter um pouco do que cada um passa <3

  12. Fiquei um tempo sem aparecer estava vivendo a vida realmente achei que tinha encontrado alguém especial que me fez sentir especial, me envolveu e me enganou, estou destruída por dentro novamente!!!
    Pra variar seus textos sempre sempre me encontram e me transformam positivamente S2.
    Preciso ir para me resolver…digo que estou meio perdida, me resolver dessa mania de me entregar tão facilmente, de acreditar nas palavras ditas e não comprovadas, preciso resolver essa carência excessiva dentro de mim que faz eu me apegar a 1ª pessoa que demonstra qualquer tipo de sentimento ou carinho.
    Preciso ouvir mais minha RAZÃO e não meu CORAÇÃO, ela sempre sempre esta certa incrível.
    Preciso me reapaixonar por mim, digo que me amo a todos mas estou achando que é só fachada porque como sei sempre que vou me machucar e continuo a fazer o mesmo sempre e sempre.
    A verdade é que preciso me amar novamente, mas me amar de verdade, me amar com sinceridade, com carinho, principalmente com Atenção.
    Obrigada pelo Lindo texto já imprimi para lê-lo todo dia para começar a me resolver…:*

    • Jéssica, fico feliz que você voltou pro blog. Sinto muito pelas suas experiências, mas não se cobre tanto. O máximo que você pode fazer, como você mesma falou, é se amar e se cuidar. O resto vem com tempo. Obrigada por permitir que meus textos amenizem o que quer que você esteja passando agora. Fico feliz por ter transformado o blog num espaço de troca. Beijo =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *