Não manda nude, mas me fala sobre o teu dia. O que te faz acordar todas as manhãs, além do despertador? O que te faz ser quem você é? Não tenta me ganhar com esse jogo clichê de sedução – primeiro você precisa seduzir a minha mente. O que tem por trás desse papo no meio da madrugada? Pode me falar qualquer coisa, mas de preferência me faz rir.

Sabe como é, gargalhadas sinceras estão em extinção.

Não manda nude, mas me fala sobre o que você gosta de fazer. Quais os livros e seriados que andam fazendo a tua cabeça? Qual é a música que você não tira do repeat? Sei lá, me fala de você e me diz o que eu não sei. Se você tivesse todo o tempo do mundo, o que você faria? E se eu não te mandei nude algum, o que você viu? Eu quero saber o que rouba a tua atenção.

Sabe como é, nessa disputa de ego a gente sempre perde.

Fonte: We Heart It

Não manda nude, mas me fala sobre os teus sonhos. O que você quer ser quando crescer? Se ainda não souber, não tem problema – eu tô na mesma. Então me fala dos teus pesadelos. O que ainda te rouba o sono? Eu quero saber de onde você veio e o que você fez pra chegar até aqui. Eu quero conhecer você e as suas cicatrizes – e isso não dá pra mandar por foto.

Sabe como é, conversas boas estão escassas e ninguém escuta mais ninguém.

Não manda nude, não fala o que você quer fazer quando me encontrar, não tenta me ganhar no cansaço. Eu sei que tem essa parte fácil de conversas amenas e elogios com segundas intenções, mas e aí? É previsível demais elogiar uma foto com algumas camadas de filtro. O que te faz pensar que a gente fica bem juntos? Mas e aí? Eu quero saber o que uma foto não diz.

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

6 comments on “Não manda nude”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *