Motivação para encarar os dias

Eu sempre considerei os meus sonhos como motivação para encarar os dias. Sabe como é, uns sonham em ser astronautas ou médicos, eu sonhava em ser jornalista e escrever histórias com diferentes pontos de vista. Sonhava com o dia em que as pessoas iriam ler um texto meu e diriam: “nossa, nunca tinha pensado nisso antes.”

(mais…)

Tem todo esse caos

Tem todo esse caos que fica gritando dentro de você. Tem toda essa bagunça sem fim que nunca dá pra arrumar. Tem toda essa ansiedade te corroendo. Tem o final feliz que não foi como você achou que seria. Tem a parcela de culpa da Disney e dos malditos filmes de princesas também. E tem você e todo o seu reinado esperando você levantar. (mais…)

Santa Clarita Diet: você vai morrer, de rir!

Oi bonitos! Voltei das minhas férias pra dar mais uma dica de série original Netflix pra vocês: Santa Clarita Diet, a surpresa de 2017. Basicamente, ninguém sabia nada dessa série até pouco tempo atrás, e quando foi anunciada, já gerou uma expectativa, principalmente por ter a amada Drew Barrymore no elenco. Dá uma olhada em um dos vídeos promocionais:

(mais…)

Teve aquele dia em que eu quis sumir

Teve aquele dia em que eu quis sumir. Mas não sumir pra bancar a rebelde, como muitos pensam. Apenas juntar tudo o que eu sou e me permitir viver um pouco mais. Teve aquele dia em que eu quis ser mais do que sou e me assumir como suficiente. Teve aquele dia em que não dormi direito, e o café da manhã seguinte me mostrou que está tudo bem estar inquieta, desde que eu faça alguma coisa a respeito.

(mais…)

É, crescer é difícil

Esses dias me deu uma vontade louca de comer bolacha Maria. Sabe aquelas que sempre tem em casa de vó? É, crescer é difícil e bolacha Maria me lembra uma época boa. Agora você compra os seus próprios produtos no mercado e a maioria deles são para limpar a casa. Agora você faz a cama mesmo sabendo que vai bagunçar mais tarde. Agora você acorda e não pode ir pro sofá ver TV. Agora você escuta o tempo inteiro a vida gritando com você e te dizendo que é tudo ou nada e que é agora ou nunca.

(mais…)

Como se não fosse nada

Achei que eu conseguiria manter a pose de quem consegue lidar com tudo como se não fosse nada. Aquela pose de quem aparenta saber o que faz e que está certa das próprias decisões, mas no fundo sente que tá fazendo uma baita besteira, sabe? Mas depois de um tempo, percebi que para sempre levando nas costas o peso de nunca falhar é tempo demais e pesado demais. Então me permiti falhar de vez em quando, sem me culpar por isso.

(mais…)

Existe céu e inferno

Desde pequena eu precisei acreditar que existe céu e inferno. E não foi porque pedi pra minha mãe me levar na catequese, quando toda a minha família era espírita. Ou porque o padre falava que se eu não fosse uma boa cristã eu ia arder no inferno. Muito menos porque eu via as novelas falarem sobre isso – até porque quando eu era criança eu só podia assistir Chiquititas. Não, não foi nada disso. Eu tinha em mim a necessidade de acreditar em algo maior. (mais…)