Mais um ano passou

Mais um ano passou. E eu preciso admitir que esse ano foi um pouco mais pesado do que eu pensei que seria. Fui surpreendida mais do que 365 vezes. Senti na pele que tempo é tudo o que eu não tenho. Talvez esse ano tenha demorado um pouco mais do que deveria para terminar. Sinto que não foram 12 meses, mas sim 12 vidas. E agora percebo que o ano, e qualquer outro ciclo, só acaba quando a gente termina de aprender todas as devidas lições. (mais…)

Eu não sei desabafar

Dia desses uma amiga pediu pra eu desabafar. E a verdade é que eu não sei desabafar. Provavelmente ela percebeu que algo não ia bem pelo tom da minha voz nos áudios gigantescos – ou pela falta deles. Mas veja bem, eu nunca desabafo. Eu tenho essa mania de deixar tudo trancado aqui comigo, num lugar seguro e onde ninguém vai conseguir chegar. O que carrego comigo, é só meu. (mais…)

Que tola eu sou

Veja que tola eu sou, acordo querendo ser amada, e ainda assim não quero dar amor pra ninguém. Sabe como é, acabo fazendo de tudo um pouco pra me afastar daqueles que eu considero. Que tola eu sou, acreditei que demonstrar sentimento era sinal de fraqueza. E ainda assim, segui certa de que estar vulnerável não era bom e que rejeição significava ter algo errado comigo. E cá estou, continuo querendo um amor real, mesmo quando eu não sou verdadeira nem comigo mesma. (mais…)

Já pensou que louco?

Já pensou que louco se amanhã eu acordasse animada pra colocar tudo em dia? Tudo mesmo, da vida até a alma. Eu ia levantar num baita bom humor e ia deixar de lado tudo o que não me agrega mais. E antes mesmo de tomar o meu café sagrado, eu estaria pronta para deixar pra trás qualquer tipo de negatividade. Eu cortaria abusos e desrespeitos e manteria somente o que é bom e leve. Já pensou que louco se eu fosse forte o suficiente para cuidar de mim mesma? (mais…)

O drama do “meu aniversário está chegando”

Lá vem o drama do “meu aniversário está chegando” e o “estou batendo na porta dos 30”. Não sou a única que surta perto do aniversário, certo? A gente tem essa mania terrível de fazer uma análise nostálgica de todos os quase 10 mil dias que vivemos. E assim passamos, remoendo o que não deu certo, rindo dos momentos bons, jurando não repetir os ruins e criando expectativas para os próximos anos. E mesmo que os 30 estejam mais perto do que os 20, ainda me sinto a mesma menina de 12. O que posso fazer? (mais…)

Doctor Strange: pura magia no universo Marvel

E finalmente Doctor Strange deu as caras no universo Marvel! No filme, Benedict Cumberbatch vive o neurocirurgião foda pra caraleo, Stephen Strange, que sofre um acidente e perde a firmeza nas mãos, um problema bem grande pra um cirurgião. Depois de tentar todo o tipo de cura pelos métodos tradicionais, ele vai até Catmandu, no Nepal, em busca de cura. E consegue muito mais do que isso. (mais…)

Por onde eu estive

Eu sempre pensei que um dia eu precisaria de longas horas pra te explicar por onde eu estive. Até o momento chegar e eu achar melhor a gente ficar em silêncio, ouvindo os nossos goles de vinho. Eu sempre achei que precisaria te contar com mais detalhes sobre as minhas decepções e o motivo por eu ter permitido que elas me machucassem tanto. Até eu perceber que nem deu tempo, quando vi, você já estava limpando as feridas e colocando um band-aid. Eu sempre pensei que deveria te explicar sobre os sonhos que deixei pelo caminho, até que você sorriu e me fez querer sonhar de novo. (mais…)