Doctor Strange: pura magia no universo Marvel

E finalmente Doctor Strange deu as caras no universo Marvel! No filme, Benedict Cumberbatch vive o neurocirurgião foda pra caraleo, Stephen Strange, que sofre um acidente e perde a firmeza nas mãos, um problema bem grande pra um cirurgião. Depois de tentar todo o tipo de cura pelos métodos tradicionais, ele vai até Catmandu, no Nepal, em busca de cura. E consegue muito mais do que isso. (mais…)

Por onde eu estive

Eu sempre pensei que um dia eu precisaria de longas horas pra te explicar por onde eu estive. Até o momento chegar e eu achar melhor a gente ficar em silêncio, ouvindo os nossos goles de vinho. Eu sempre achei que precisaria te contar com mais detalhes sobre as minhas decepções e o motivo por eu ter permitido que elas me machucassem tanto. Até eu perceber que nem deu tempo, quando vi, você já estava limpando as feridas e colocando um band-aid. Eu sempre pensei que deveria te explicar sobre os sonhos que deixei pelo caminho, até que você sorriu e me fez querer sonhar de novo. (mais…)

O blog fez cinco anos

Esse ano o blog fez cinco anos. Eu não fiz post de comemoração e venho pensando bastante sobre o blog e até onde eu cheguei. Estou com vontade de fazer uma limpa pra deixar o blog exatamente me representando. Estamos quase no Natal e eu ainda não consegui deletar nada, nem meio parágrafo do que um dia já significou muito pra mim. E se eu apagar aquele parágrafo que hoje eu escreveria diferente e junto com ele tirar um pedacinho de mim? Já pensou se aqueles que me acompanham desde o início começarem a pensar que eu estou me contradizendo? (mais…)

Pelas ruas em que seguimos

Carregarmos cicatrizes pelas ruas em que seguimos. E volta e meia caímos naquela esquina de sempre, e acabamos saindo mais machucados do que já estávamos. Carregamos pelos quarteirões muitas marcas, algumas por causa de palavras duras que dissemos ou ouvimos e outras por lugares e pessoas que passamos. Acabamos nos permitindo caminhar por praças desconhecidas e perigosas e estamos sempre nos colocando em risco. O que podemos fazer se não sabemos nos localizar na vida?

(mais…)

Sobre nos perdermos de nós mesmos

Pode acontecer, não é? Sabemos que nos perdermos de nós mesmos é inevitável. A gente tem essa mania de estar no meio do caminho achando que temos tudo sob controle e planejado. Achamos que só precisamos pagar a última prestação do carro e emagrecer os quilos extras que sempre estão lá. E no mais tá tudo bem. E no mais tá tudo indo. Mas quando olhamos melhor, percebemos que nos sentimos perdidos. Podemos estar em dia com a igreja, com o cartão e os boletos da Renner. Mas o dia de questionarmos o caminho sempre chega. (mais…)

Fortes e resistentes

Nós somos fortes e resistentes. Não por sermos racionais mas porque somos emotivos. E a nossa força é proporcional a tudo o que sentimos. Por isso nos cobramos tanto quando estamos mal. Mas acontece, oras. As vezes a gente quebra. De vez em quando a gente cansa. E volta e meia a gente quer parar. E tá tudo bem não estar bem o tempo todo. Somos humanos, e não heróis. Somos de carne, osso e sentimento. Somos muito mais do que nos permitimos ser e ainda assim continuamos sendo e tentando. (mais…)