Parece que eu gosto de você. Quer dizer, gosto de verdade. Eu penso em você mais do que eu deveria – e olha que eu tenho a mente sempre cheia de dramas. Eu tenho muito pra fazer, entende? Tenho algumas pontas soltas pra amarrar, textos pra finalizar, uma auto estima pra cuidar, áudios gigantes das amigas e emails pra responder. E parece que você tá roubando o espaço do meu drama diário, sabe?

Eu tenho prioridades e não era pra você ser uma delas. Minha vida vai bem, obrigada. Trabalhei bastante comigo mesma pra chegar onde eu estou. Não que eu seja auto suficiente, mas não ando precisando de nada – tá tudo em dia. Sabe como é, ninguém precisa de ninguém, a gente normalmente quer alguém. E tá parecendo que eu quero você. Será que o que parece pra mim também faz sentido pra você?

Parece que eu gosto de você. Quer dizer, mesmo com a agenda cheia e com o dia pequeno, você ainda ganha prioridade em meus pensamentos. Tem dias que nem a cafeína dá conta de tanta coisa que eu tenho pra fazer, e ainda assim você invade o meu juízo. Como eu posso sempre ter energia quando se trata de nós dois?

A post shared by Beatriz Ferreira (@beagrafias) on

A verdade é que eu não consigo te tirar da minha cabeça. É meio previsível, eu sei. Mas de um jeito que eu não consigo explicar, tranquei o som da tua gargalhada dentro de mim. Eu não sei como, mas transformei as nossas conversas em uma lembrança diária e te carrego comigo o tempo inteiro. Se é clichê ou não, já nem faz diferença. Parece que você tá roubando a minha atenção.

E também parece que eu gosto de você. Quer dizer, tá quase óbvio que você é o cara. Você mostrou mais compreensão do que eu estava esperando. E mesmo que eu finja o contrário, eu gosto do jeito que você me olha. Você é o cara que, sem importar o drama da vez, tá sempre lá por mim. Então me diz, o que eu faço com toda essa sintonia? Como eu posso correr pro lado contrário quando você me oferece abrigo, calmaria e paz?

Talvez, se pensar bem pensadinho, eu goste de você daquele jeito que todo mundo tem medo, sabe? Não que eu tenha tempo pra isso agora, mas você chegou onde ninguém conseguiu e eu fui obrigada a desacelerar e te olhar de frente. Você demoliu delicadamente todos os meus muros e transformou o nosso riso em ponte. Você contornou todos os meus limites e fez eu reescrever as minhas prioridades. É, parece que eu gosto de você.

Uma louca que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

28 comments on “Parece que eu gosto de você”

  1. Com certeza é um texto que me fez lembrar de uma pessoa muito mais muito especial em minha vida.
    Se ele estivesse comigo, seria tudo isso, calmaria, paz, felicidade.
    Derrubou meu muro e ainda me faz as pernas bambas,..

  2. Olá! Tudo bom?
    Muito bacana seu texto, é bem assim gostar do jeito que o mundo tem medo. Mas, é o jeito que vale apena né?! parabéns pelo texto e o seu post.
    Beijos.

  3. Aiii que texto mais amorzinho ❤ Entendo tanto isso, sei bem quando não temos a pretensão de nos apaixonar, e que mesmo com a correria da rotina, notamos que a pessoa já tomou conta da nossa mente. Até quando vai tomar água a gente pensa nela hahahah. Mesmo sem querer, nos envolvemos. E é bom quando a pessoa se sente da mesma forma também, e nos oferece carinho e bons motivos para ocupar nossos pensamentos <3

    Beijoss, Re =)

    http://www.letrasnagaveta.com

  4. mulheeeer, que texto incrível foi esse? Também estou assim, sentindo gostar de alguém, espero que seja tão reciproco! Amo texto no estilo carta, dedicada a alguém, amei a tua forma de escrever. Espero que esse alguém que traz calmaria e paz pro teu coração, que te serve de abrigo, tbm goste de vc! XOXO, Kakau

  5. Olá.
    Adorei o seu texto. Senti sinceridade em cada palavra e com certeza se encaixará na vida de muitas pessoas apaixonadas e desapegadas. Curti bastante a sua escrita. Já da pra lançar uma história bem feita, não?
    Parabéns. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *