Que pergunta é essa? Não tá tudo bem não. Falei que estava só porque é isso que dizemos quando o outro não está mais lá e estamos tentanto manter o que restou da nossa dignidade. Não me pergunta como eu estou e não me dê esse sorriso irônico, você bem sabe que eu tenho uma queda pelo teu sarcasmo.

Não que eu tenha desistido, mas fui educada pra ser independente e não precisar de ninguém. Fui ensinada a não me dobrar por um alguém que me faz bem somente quando quer. Eu preciso de constantes em minha vida e você é tudo menos isso. Chame de arrogância se quiser, mas eu me tornei a minha maior prioridade.

Que pergunta é essa? É claro que não tem outro alguém. Falei que tinha só porque é isso que dizemos pra mostrar que a fila está sempre andando e que meu coração está inteiro. Mas como poderia ter um outro alguém se você não sai da minha cabeça? É fácil sugerir isso, difícil é querer outro par de olhos depois que os seus fizeram morada em mim.

Não que eu tenha desistido, você continua agradando o meu ego, mas eu preciso rever os meus conceitos. Sabe como é, estou pensando como foi e como deveria ter sido, o que eu disse e o que eu deveria ter dito. Continuo tentando aprender com o que me acontece, e você não foi nada além de um bom aprendizado.

Que pergunta é essa? É claro que sinto a tua falta. Falei que não sentia só porque é isso que a gente diz quando nos escondemos atrás do nosso orgulho ferido. A gente se divertia, poxa. Ainda não me curei do teu esbarrão no meio do meu caminho ou da tua presença em mim. Sabe como é, sobrou um pouco de nós dois aqui comigo.

Não que eu tenha desistido, mas e aí, faz o que? Não tá tudo bem, não tem outro algúem e eu sinto a tua falta. Enquanto eu não terminar de aprender tudo o que eu tenho pra aprender contigo, continuarei te transformando em drama. O que posso fazer? Você é meio termo enquanto eu sou tudo ou nada.

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

20 comments on “Que pergunta é essa?”

  1. Oi Rebeca!
    Adorei o texto! Sentimentos são mesmo assim contraditórios, fadados à ideia de que está tudo bem, mas não está nada bem, não, obrigada por perguntar. É até engraçado como somos mentirosos ambulantes nesse aspecto, nunca dispostos a compartilhar tudo, mas, o mundo precisa girar e quem somos nós para pedir para descer quando é impossível estar sempre bem… a roda não pode parar de girar.
    E, como faz menção o fim, é bem melhor ser tudo ou nada num mundo de meio termo. <3
    xoxo

  2. “O que posso fazer? Você é meio termo enquanto eu sou tudo ou nada.”

    Eu tenho um caso sério de amor pelos seus textos. Sempre tem frases que eu quero guardar para sempre. Felizmente não me identifico, no momento, com o texto – mas já estive nesse lugar e sei bem como é fingir estar de um forma só para não parecer estar na pior. Enquanto isso, o que podemos fazer é de fato aprender a nos amar primeiro.

    Abraços,
    Gislaine | Literalize-se

  3. Oi Rebeca sua linda, tudo bem? Você sempre trazendo textos incríveis e cheios de sentimentos. Realmente em alguns momentos parece que deixamos alguns assuntos de lado, mas na verdade eles estão lá guardadinhos no nosso coração. Muitas vezes colocamos outras coisas como prioridade, mas esquecemos que a prioridade deve ser nós mesmas. Devemos cuidar de nós, nos amar, e ir em busca das nossas realizações. Amei o texto. Beijos da corujinha, Érika =^.^=

  4. Um belo texto, mas já parou pra pensar que sofremos por que queremos. Eu já parei pra analisar isso. Parece que quanto mais doer a gente gosta. Na verdade, a gente não, não quero generalizar haha. Mas se tem uma coisa que pode fazer você esquecer totalmente uma pessoa é Jesus Cristo, na verdade, coisa não, um homem. Nada melhor pra esquecer de uma pessoa do que outra pessoa é essa pessoa. Jesus modifica totalmente os nossos pensamentos e ainda, se pedirmos a Ele, nos dá uma nova pessoa. Que Deus te abençoe e gostei bastante do seu blog.

    @ocristaocriativo
    http://www.ocristaocriativo.com

  5. Eu ouvi uma frase hoje dizendo que os erros nos ensinam muito, e eu senti isso com as suas palavras. Adorei lê-lo, é sempre importante lembrarmos de que nós somos a pessoa mais importante de nossas vidas. É inspirador ver pessoas se aceitando, se colocando como prioridade. Adorei! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *