Se você deixasse eu amaria cada pedaço teu de forma pura e sincera. Eu aceitaria quem você realmente é e o teu passado que ainda machuca. Eu estaria lá pra segurar a tua mão e te lembrar que você é mais do que as tuas falhas. A todo instante eu te daria um amor que perdoa, cura e protege.

Eu te daria amor e o melhor de mim. Eu te lembraria todos os dias o quão perfeita você é e como você faz o mundo ser um lugar mais agradável. Mesmo que você construa muros à sua volta, mesmo que você fique na defensiva o tempo inteiro, mesmo que você nunca abaixe a guarda – eu ainda estaria lá pra amar você sem nem pensar duas vezes.

Se você deixasse eu beijaria todas as suas preocupações e levaria a tua dor pra bem longe. Eu até faria janta quando você estivesse doente ou, mais provável, eu pediria um delivery qualquer. Eu seria o teu amigo, te ouviria falar sobre o teu dia e riria das tuas piadas, mesmo se eu já tivesse ouvido algumas milhões de vezes.

Eu te daria amor pra vida toda e jamais correria na direção contrária, sabe? Eu ficaria do seu lado mesmo quando ficasse difícil, mesmo quando ficasse insano, mesmo quando ficasse sem sentido. Eu batalharia contra o medo de me entregar dessa forma tão intensa e te escolheria a cada manhã.

Se você deixasse eu te amaria de forma leve e iríamos rir todos os dias – mesmo que ninguém entenda a nossa graça. Eu pensaria em você no meio de um relatório qualquer e, mesmo sem a tua presença, eu iria sorrir. E quando eu voltasse para o teu abraço, eu te lembraria do quanto o mundo precisa de uma alma boa como a sua por aí.

Eu te daria amor, morada e toda a minha poesia – mesmo que isso resultasse em drama. Eu amaria você ainda que cansado ou de saco cheio de mim. E mesmo quando me escolher fosse a melhor saída, eu ainda escolheria entregar o meu coração pra você – sem defesas ou limites. Se você deixasse eu te daria o amor que você merece.

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

2 comments on “Se você deixasse”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *