Tag: Atitude

Esse bilhete é verdade

Não sei se o recado chegou pra você, mas tá valendo ser livre. Caso o bilhete tenha passado batido, tá liberado fazer o que quiser e correr no sentido contrário da vida que planejaram pra você. Não sei se o recado chegou, então tô repassando. Tá permitido deixar pra trás qualquer coisa que te prende ao que você não deu autorização pra prender. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Esse lugar não é mais pra mim

Esse lugar não é mais pra mim. Não vejo mais essas ruas como destino, sabe? Acredito que não vou chegar à lugar algum se eu continuar pelo mesmo caminho. Por aqui e por ali, já andei por tudo. O que mais tem guardado pra mim? As ruas não me inspiram e nem me falam mais pra onde seguir. Talvez seja hora de decidir de forma consciente a próxima esquina pra me encostar. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

É por causa do meu coração teimoso

É por causa do meu coração teimoso que eu ainda estou aqui. Até porque se dependesse da minha mente, eu já estaria customizando a minha camisa de força em um hospital psiquiátrico. Eu achava que eu tinha que ser mais racional e tranquila. Eu tinha certeza que eu precisava ser mais ou diferente do que eu era. E eu quase acreditei no que a minha mente me falava. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Depois eu volto

Depois eu volto, mas por enquanto me deixe quieta. Não vou fazer drama, dizer que tudo está bagunçado e que nem sei pra onde estou indo porque não é verdade. Isso pode até ser o que você quer ouvir, só pra você conseguir me salvar, sabe? Mas eu não sou mais uma garotinha procurando por salvação. Está tudo bem, eu sei onde estou e pra onde vou. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Você não conhece todas as minhas versões

Você não conhece todas as minhas versões. E tudo bem, acredito que temos inúmeras versões de nós mesmos e usamos cada uma conforme necessário. Muitas vezes nem sabemos qual de todas as nossas facetas vai reagir quando a vida bate. E seguimos oscilando com milhões de possibilidades entre o que já sabemos e o que ainda vamos aprender. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Não deixa chegar naquela hora, ok?

Não deixa chegar naquela hora, ok? Quando o arrependimento já te corroeu e não dá mais pra resolver. Ou quando você já está machucado demais e sabe que o meu curativo não vai fazer diferença. Não seja tão clichê assim pra querer sentir uma saudade amarga em vez de uma presença constante. Eu quero fugir disso tudo, de coisas clichês, previsíveis e tediosas. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

É engraçado isso de seguir em frente

É engraçado isso de seguir em frente. Segue em frente, eles dizem. Deixa isso pra trás, me falaram. Como alguém como eu, viciada em guardar mágoas, segue em frente? Passei tanto tempo tentando descobrir como parar de olhar pra trás, que nem notei quando realmente consegui. Um dia eu acordei e estava leve, não tinha mais bagagem ou, pelo menos, nenhuma bagagem desnecessária. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Eu não quero mudar

Eu não quero mudar quem eu sou – deu um trabalhão danado chegar até aqui. Finalmente eu gosto da minha pessoa, caminho tranquila na rua cantarolando a minha playlist e esbanjando amor próprio. Até então achei que isso de amar a si mesma era legenda pro Instagram, discurso pronto pra um coração quebrado ou estampa na camiseta do look – vai saber. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.