Tag: Atitude

Não deixa chegar naquela hora, ok?

Não deixa chegar naquela hora, ok? Quando o arrependimento já te corroeu e não dá mais pra resolver. Ou quando você já está machucado demais e sabe que o meu curativo não vai fazer diferença. Não seja tão clichê assim pra querer sentir uma saudade amarga em vez de uma presença constante. Eu quero fugir disso tudo, de coisas clichês, previsíveis e tediosas. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

É engraçado isso de seguir em frente

É engraçado isso de seguir em frente. Segue em frente, eles dizem. Deixa isso pra trás, me falaram. Como alguém como eu, viciada em guardar mágoas, segue em frente? Passei tanto tempo tentando descobrir como parar de olhar pra trás, que nem notei quando realmente consegui. Um dia eu acordei e estava leve, não tinha mais bagagem ou, pelo menos, nenhuma bagagem desnecessária. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Eu não quero mudar

Eu não quero mudar quem eu sou – deu um trabalhão danado chegar até aqui. Finalmente eu gosto da minha pessoa, caminho tranquila na rua cantarolando a minha playlist e esbanjando amor próprio. Até então achei que isso de amar a si mesma era legenda pro Instagram, discurso pronto pra um coração quebrado ou estampa na camiseta do look – vai saber. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Eu nunca entendi

Eu nunca entendi quando me falavam que um dia alguém muito especial iria transformar os meus dias em dias especiais e trazer muitas coisas especiais para a minha vida que ainda não era tão especial assim só porque esse alguém ainda não tinha aparecido. É difícil quando te pedem pra acreditar que você precisa de alguém do seu lado pra ser especial. Quase não faz sentido.  (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Pode chegar

Pode chegar, mas você tem que entender o que eu não digo. Sabe como é, eu falo mais por gestos do que por palavras – e olha que eu falo muito. O meu discurso pode até ser mais do mesmo, e ainda assim é sincero. Sigo nessa de tentar ser melhor a cada dia, de buscar consciência e consistência nas minhas escolhas. Os detalhes estão no que eu não falo. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Quem disse que você é muito?

Quem disse que você é muito? Quem disse que teu jeito de sentir, viver e amar é exagerado? Quem olhou pra você e, em vez de surpreender-se com a sua autenticidade, disse que você deveria ser menos e sentir menos? E o que é isso de ser muito ou pouco? Essas palavras não são adjetivos, como vão descrever alguém? (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Que pergunta é essa?

Que pergunta é essa? Não tá tudo bem não. Falei que estava só porque é isso que dizemos quando o outro não está mais lá e estamos tentanto manter o que restou da nossa dignidade. Não me pergunta como eu estou e não me dê esse sorriso irônico, você bem sabe que eu tenho uma queda pelo teu sarcasmo.

(mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Eu não quero ser intensa

Eu não quero ser intensa. Juro. Se fosse por escolha eu seria pós graduada em deboísmo. Eu levaria a vida tão numa boa que eu nem precisaria escrever sobre ser muito ou sentir muito ou tentar muito. Sério, eu não queria reagir tanto quando a vida bate. E acima de tudo, eu queria reagir de forma mais racional quando tenho que encarar o que sinto. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.