Tag: Vida

Eu queria poder te esquecer

Eu queria poder te esquecer da mesma forma que você me esqueceu. Esquecer mesmo, parar de pensar e lembrar todos os dias que você se foi. Eu queria acordar e não ter você como o primeiro pensamento da manhã. Já pensou o quão livre eu seria só de enfrentar os meus dias sem desviar a minha mente pensando em você? (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Já passou da hora de cuidar de mim

Já passou da hora de cuidar de mim. Então eu vou tratar bem o meu coração e parar de ser tão dura comigo mesma. Mania chata essa de colocar qualquer um lá dentro e tratar todos como prioridade. Coisa chata isso de entupir o meu coração de pessoas erradas e decepções previsíveis. Por isso vou cuidar do meu coração e seguir o meu caminho em uma batida agradável. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Eu quero te mandar uma mensagem

Eu quero te mandar uma mensagem, mesmo sabendo que isso contradiz tudo o que venho dizendo. Desde quando eu desvio do que digo? Tem feito sentido comemorar os dias em que eu não sei de você. Não que eu fique feliz, mas é uma maneira de retomar o controle da minha vida. Sabe como é, concordamos que não temos espaço e seguimos em frente. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Você acabou com a minha playlist

Eu tenho essa mania de tentar deixar a vida organizada através de playlists. Sou daquelas que paga feliz o Spotify, porque super vale a pena. Sabe como é, músicas e momentos guardadas em um único lugar. Eu estava em uma fase boa, com uma playlist animada e cheia de músicas embalando o meu momento de amor próprio, até você chegar.

(mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Você mexeu com a minha poesia

Você mexeu com a minha poesia. E eu não consigo explicar de uma forma diferente. Se me perguntarem, prefiro não responder. É sutil demais pra colocar em palavras, sabe? Eu estava lá, de boa, achando que cuidava da minha vida sem ninguém me notar, e eu te vi. Ou você me viu. Não sei quem viu quem, mas bateu né? (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Se me perguntarem

Se me perguntarem eu vou mentir. Pensei em dizer que não tenho medo e que você não me causa efeito algum. Pensei até em fazer pouco de ti. Vai que assim eu consiga disfarçar esse elefante branco entre a gente? Vai que assim eu consigo esconder um pouco da minha intensidade? Eu vou mentir sim, e esconder o que eu sinto, como eu sinto e o quanto eu sinto. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Você me quebrou, sabia?

Você me quebrou, sabia? E agora ficou toda essa bagunça pra eu resolver. Nem sei por onde começar. Tem pedaços meus espalhados pela casa junto com o seu perfume. Se eu ficar quieta ainda consigo ouvir o som da sua voz e o barulho do meu coração quebrando. Não faz sentido ajoelhar e me cortar com os meus próprios pedaços. E ainda assim, cá estou. Então me diz, onde você está se não aqui? (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

Se for pra me amar

Se for pra me amar que seja quando eu estiver acabada ou tendo um daqueles dias em que eu sinto todo o peso do mundo nos ombros. É fácil demais me amar quando eu estou plena ou quando eu digo sim. Quero ver me amar quando eu estou com os olhos vermelhos, com a cara amarrada, com raiva do mundo e te desafiando com o meu não. Se for pra me amar que seja quando eu preciso de amor. (mais…)

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.