Talvez seja por isso que a gente se magoa no final do dia, sabe? Quando chegamos em casa e lembramos de tudo o que não fizemos. Quando sentimos o peso de tudo o que deixamos pra depois. E talvez seja por isso que o nosso coração dói, porque nunca estamos prontos. Estamos sempre lutando contra o chefão, no limite e com o tempo acabando, e nunca conseguimos salvar a princesa.

Não que ninguém precise ser salvo nessa vida, não é? Mas a metáfora continua. E se esse drama diário nos afasta das pessoas boas? E se essa dor pode ser dividida com o Luigi, em vez de escutarmos o orgulho e carregarmos tudo sozinhos? E se nos sabotamos e acabamos nos permitindo ficar perto de quem não nos faz bem? Se somos uma parte de quem conhecemos e de tudo o que lemos ou jogamos, onde estamos?

Talvez seja por isso que a gente se magoa no final do dia, sabe? Sabemos que a vida é curta e que todas as pessoas em nossa vida são passageiras como em um trem bala. Sabemos que o tempo não volta e precisamos aprender a administrar melhor onde investimos a nossa energia. E tudo bem que volta e sempre a gente quer parar esse maldito trem, tanto quanto queremos passar da fase do chefão e salvar a princesa, mas nem sempre dá, oras.

Fonte: We Heart It

Não que ninguém precise ser salvo nessa vida, não é? Estamos tão obcecados em fazer tudo certo, em riscar os itens da lista, em completar uma fase pra seguir para a próxima, que nem percebemos que tá tudo bem também se não tá tão bem assim. Estamos bem onde estamos. Nem sempre precisamos saber o melhor caminho ou para onde ele leva. Afinal, pisar em falso é a única maneira de aprender a caminhar, ou de descobrir passagens secretas e fases bônus.

Talvez seja por isso que a gente se magoa no final do dia, sabe? Quando percebemos como pesa não ter segundas chances. Muito menos vidas extras – Super Mário Bros que o diga. É por isso que já não faz sentido nos acomodarmos com o que não nos agrega mais. É por isso que aceitar essa dorzinha chata no final do dia não vai nos levar pra lugar algum – nunca. E é por isso que precisamos fazer valer todo o drama antes do game over.

Aquela que fez da escrita o próprio divã. Crítica da vida alheia nas horas vagas. Curte um bom texto, vinho e jogar conversa fora. É viciada em paçoca e risadas. Tem coração bobo, cabelo pintado e desastres acumulados na cozinha. Atualmente mora em Sydney – Austrália.

6 comments on “Talvez seja por isso que a gente se magoa no final do dia”

  1. “É por isso que aceitar essa dorzinha chata no final do dia não vai nos levar pra lugar algum – nunca. E é por isso que precisamos fazer valer todo o drama antes do game over.” Sim, sim e sim! Temos que viver cada momento pensando que ele é realmente único, pois não temos como voltar atrás. Às vezes estamos tão focados em fazer alguma coisa que esquecemos da vida ao nosso redor – e de como ela passa rápido. Mas quando paramos pra pensar direito nisso, enlouquecemos, né? Apenas temos que ter consciência de viver intensamente cada segundo <3

    Beijos, Mari.

    http://www.letrasnagaveta.com

    • Oii Mari, realmente é difícil equilibrarmos tudo isso. Acredito que se exagerarmos vamos mesmo enlouquecer, mas é reconfortante pensar que um dia NUNCA vai ser como o outro. Obrigada por participar. Beijo

  2. Simmmmmmm não é que é assim mesmo, aquela dorzinha chata no final da noite, aquele aperto de será que fiz tudo realmente que era possível, como ando num processo de restauração psicológica e emocional sinto essa “dorzona” ainda todo final de tarde/noite, quando você chega em casa, aquele silêncio deita na cama e olha pro teto, aí literalmente lascou, mas como você disse um passo de cada vez, vamos abrindo novos horizontes, novos rumos a serem tomados eu sempre tive por mim que faça o que achar que deva fazer para não se arrepender depois lógico que sempre com prudência, um super beijo, seus textos são os meus “mantras matinais” Obrigada S2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *