A primeira vez que li Nietzsche eu achei ele bastante bizarro, mas acho que era pelo fato dos seus textos terem uma ironia fina. Ler Nietzsche requer um raciocínio profundo e acima de tudo uma desconfiança incansável.

Uma vez ele afirmou: “As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem; mas, para manter essa amizade, torna-se indispensável o concurso de uma pequena antipatia física.” Parem tudo e soem os tambores. Como assim facilmente? Como assim antipatia física?

Então quer dizer que uma mulher só será amiga de um homem quando ele não pertencer ao padrão de beleza estabelecido por ela? Então todos os homens bonitões e galãs serão colocados na lista de possíveis pretendentes e riscados da lista amigos? Então a amizade entre pessoas do sexo oposto é definida de acordo com a beleza? Precisaremos de um concurso tipo “Miss Universo”, mas quem perder vira o amigo?

Começaremos do princípio: a amizade acontece. Todo mundo teve um amigo de infância? Pois bem, vocês brincavam juntos o tempo todo e de repente descobriram-se melhores amigos. Então por qual motivo complicamos tanto a amizade quando iniciamos a vida adulta? Eu parto da mesma lógica: vocês compartilham vivências e um está lá para o outro. Pronto, bem simples não é?

Não, não é simples. E nunca será. Um único elemento explica bem este dilema: o hormônio (então seriam vários elementos se considerarmos o hormônio no plural ok?) Falem o que quiserem não tem como negar, são os hormônios que dominam nossas atitudes. Alguns nerds vão contra argumentar e falar que é o cérebro, mas não é não. Um exemplo são os casos de quem faz tratamento hormonal – as alterações de humor são visíveis.

Então o que esse maldito hormônio pretende para o amigo/amiga? Existem casos de amizades que começam por um “rolo”, existem amizades que terminam depois de um “rolo”. E assim vai, a lista de hipóteses é extensa. Principalmente porque o homem e a mulher foram feitos para a reprodução. Aí ocorreu uma tal de evolução das espécies e começaram a existir os sentimentos e as vontades. Pronto, todos os relacionamentos fugiram do controle.

Acredito em amizade entre homens e mulheres, mas não acredito que ela seja baseada na beleza ou na química entre dois corpos. Amizade é baseada no respeito mútuo e acima de tudo na compatibilidade de gênios.