Pessoal, essa semana o blog faz um ano. E por isso, como presente, eu compartilho com vocês a primeira vinheta feita para o blog.

Quero aproveitar também a oportunidade e agradecer a todos os meus leitores e incentivadores. Quando comecei o blog me preocupava demais sobre o que pensariam e a forma como interpretariam. Foram vocês que me fizeram confiar no que eu escrevia e acima de tudo em mim mesma.

É estranho, eu não entendia exatamente de que forma os meus textos poderiam acrescentar alguma coisa que justificasse os dez minutos de leitura de vocês. Eu lembro que no primeiro post eu falava algo como “leia-me”, mas não tinha noção do quanto isto representava. Hoje eu entendo que alguém te ler é uma tentativa de entendimento.

Sentar e escrever não é fácil, mas acredito que tudo tenha corrido bem até aqui. Digo isto pelos acessos que consegui e os comentários, dentro e fora do blog, sempre me incentivando e trocando experiências. Acredito que o objetivo real é exatamente este: interagir.

Hoje, um ano após o início de um projeto pessoal, eu aprendi a escrever para quem realmente lê. Não que tenha sido fácil, mas eu vejo o quanto o que eu escrevi amadureceu. E não tem como negar: eu amadureci junto.

Sinto uma satisfação enorme em escrever para vocês. Então a todos que me incentivaram, e muitas vezes me empurraram (por que não?), eu deixo o meu muito obrigada. Espero que venham mais alguns anos iguais a este primeiro e que os meus leitores continuem me acompanhando e fazendo parte desta história. No caso, vocês. (Seus lindos).

Dito isto, hoje não tem texto. Vocês andam meio mal acostumados. Beijo.