Você está lá, no maior clima com o cara, e fica se perguntando como chegou até ali. De repente tem uma outra de você ao lado, sentada e analisando. Não que se tenha uma queda para o exibicionismo, mas essa outra não está nem um pouco no mesmo clima que você e o gatinho – apenas fica rindo da sua cara.

Ela repara nas suas celulites e nas estrias. E é óbvio que ela aponta o quanto você engordou no último mês.  Notou também que você precisa urgentemente de um corte no cabelo e o quanto o pretinho básico não fica básico em você. Será que você ouviu um riso irônico?

Ela é definitivamente a pior inimiga do sexo e de todos os orgasmos múltiplos que você poderia atingir – veja bem, eu falei poderia. Talvez seja por isso que a fantasia número 1 dos homens seja sexo à três, eles nem imaginam o quanto isso é rotineiro para nós mulheres.

Pronto, acabou sua concentração e foi dado início à terapia. Será mesmo que sexo relaxa ou apenas engrandece os pequenos defeitinhos que todas as mulheres tem? Você nunca será uma mulher de Playboy, mas é uma mulher de verdade. Na hora H não dá pra executar o Photoshop!

Em algum lugar perdido do mundo eu li: “A atração sexual é invisível aos olhos”. Ok. Por favor, me diz onde? Tudo é totalmente sensível aos olhos e pele. Quem em sã consciência acha incrível um toque nos malditos pneuzinhos?

Não acho que dê pra medir o quanto uma mulher é bonita pelo par de seios e olhar sexy (ufa!), mas dá pra medir o quanto ela é incrível pelo simples fato de se sentir confiante.

Confiante? Ok, uma falsa confiança. Convenhamos que vai muito do talento do gatinho pra conseguir fazer que a gente realmente dê um soco em nossa outra “eu crítica” e ignore tudo isso.

É fato que todas nós enfrentamos os mesmos problemas com o corpo e a beleza, independente do fator influenciador. E é mais fato ainda que esse “padrão” não é verdadeiro. Vá a uma roda de amigos homens e pergunte qual é realmente o padrão deles.  E por fim, acredite na resposta.