Com o início do ano muitas pessoas retomam antigos planos que com o passar do ano anterior não foram executados. Aprender a dirigir, emagrecer, passar no vestibular ou finalizar o curso de inglês. Planos são sempre planos. Já diria o Cebolinha da Turma da Mônica: planos infalíveis. Não, você não quer se tornar o dono da rua e muitos menos fugir da Mônica. A sua única intenção é seguir em frente.

É como aquele clichê: para resultados diferentes atitudes diferentes. O que você fez no ano que passou? Filtre os resultados entre positivo e negativo e lembre-se sempre como você chegou em cada um.

A maioria das pessoas se sentem diminuidas com os seus defeitos e/ou falhas. Vale lembrar o que Albert Camus uma vez falou: “Uma atitude saudável inclui também defeitos”. É natural que você venha errar, falar no momento errado, agir por impulso ou teimar com alguém. Isso são características suas. A questão é: até onde você chega agindo assim?

Início de ano é também uma segunda chance, ou então a vigésima primeira dependendo da idade. E o melhor de tudo é que você sempre terá o início do ano para te reconfortar e te dar mais um empurrão para o próximo. É um ciclo de revitalização e tudo isso depende apenas de você: transforme-se.

Planos infalíveis - ano novo

Esqueça o que se passou e concente-se no que está vindo para você, no que está na sua direção. Perde-se muito mais tempo pensando no que não foi feito do que realmente fazendo. Quanto desperdicio de energia! É claro, depois disso vem o arependimento e as lamentações. Não tenha pena de si mesma. Já diria Carlos Drummond de Andrade: “Até a cor do arrependimento desbota com o tempo”.

Se é tudo uma questão de tempo, permaneça firme e foque nos resultados que você quer atingir. Fuja do banho de você quiser, troque o R pelo L ou então coma desenfreadamente. O que realmente importa é você finalizar o ano com um plano realizado e não infalível.

*Foto por esse blog.