Love-meVocê que está solteira nesse dia dos namorados e está lamentando com publicações dramáticas no Facebook a semana inteira, ou você que está com uma baranga apenas para não ficar sozinho, sintam-se felizes. Isso mesmo que você leu, felizes por não precisarem de uma data pra lembrar vocês de que é dia para fazer uma pausa e dar atenção especial pro coração. E eu não estou falando de ir para o cardiologista.

Dia dos namorados não é apenas uma data do comércio, é também uma data necessária para que as pessoas possam se organizar e tirar um tempo pra pessoa amada. Porque assim, se não for com data no calendário, tudo passa rápido demais. Ruth de Aquino, uma das colunistas da Revista Época, sugere que a gente se questione no dia dos namorados sobre o nosso índice de chatice no cotidiano. Eu não falaria para medirmos a chatice, e sim a nossa falta de tempo.

Pra você que fez cara feia, segue um exemplo alarmante disso: no domingo uma das Panicats (sim, aquela mulher transgênica que tira atenção do seu gatinho no domingo a noite) comentou que elas trabalham e viajam tanto que não tem nem tempo pra “namorar” – subentende-se tempo para transar. Enfim, você tá lá, conseguiu conquistar uma das panicats e ela não tem tempo pra você. Ou seja, é a mesma coisa que nada.

Acho que a parte romântica do dia dos namorados vai além disso. Ou pelo menos, a maioria das mulheres se ilude que ao menos por um dia, elas receberão carinho e atenção ao extremo. Não vou dar uma de falsa moralista, muito porque eu fico enlouquecida no dia dos namorados – adoro esse clima de romance no ar.  Mas acho que a realidade de paixonites mostra bem a utilidade das datas comemorativas: servem para nos lembrar que é um dia especial e nos obrigam a parar e pensar sobre o motivo de ser especial.

É claro que vale para outras datas, como Páscoa, Dia das Mães e Natal. Não estou negando o apelo de consumo ou a importância destes dias. Apenas reflito sobre o verdadeiro significado destas datas. Quem realmente sabe o significado do Carnaval? Dica: não é um feriado com duração de uma semana que serve pra você beber todos os dias, ficar com quem quiser e de quebra se fantasiar.

Dia especial é algo diário: dia dos namorados, mãe, pai, dentista, porteiro ou motorista. Não espere uma data no calendário ou um lembrete no teu celular pra te avisar que é hora de pensar nas pessoas a sua volta. Torne isso um hábito na sua vida. Dê carinho e atenção em dobro todos os dias para quem você quer bem. Não vou fazer drama e discursar sobre o quanto a vida é curta e as pessoa podem partir a qualquer momento. O que realmente importa é se você passa despercebido ou não. Tanto faz que dia é, sempre tem alguém esperando um sorriso seu e não importa que ele não venha acompanhando de um presente.